quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

A biblioteca escolar


Na minha opinião a biblioteca da escola e boa para estudarmos fazermos os trabalhos de casa e pesquisarmos nos computadores para fazer os trabalhos de pesquisa.

Eu gosto de ir a biblioteca com as minhas amigas pesquisar sobre of trabalhos e para pesquisar sobre o que queremos saber.
As coisas positivas da biblioteca e que podemos fazer os trabalhos lá e pesquisar e quando nos não podemos ir para as casas das nossas amigas para fazer algum trabalho fazemos na biblioteca e para mim não há nenhuma coisa negativa.

Ana Maria, 5ºB

Biblioteca André Soares


Resultado de imagem para biblioteca andré soaresNa minha opinião a biblioteca da escola é muito fixe, porque podemos estudar, ler e pesquisar muitas coisas na internet.
Além disso faz-se trabalhos de educação física, Português e História e muitos mais.
Eu adoro a biblioteca da escola, porque acho-a muito agradável, com muitos livros e computadores e onde se faz actividades interessantes.

Inês Vilaça
5ªB

A Menina do Mar


O livro que eu li foi a Menina do Mar escrito por Sophia de Mello Breyner Andresen.
Na minha opinião, este livro é divertido e interessante e tem muitas aprendizagens.
Esta história conta sobre um rapaz que um dia foi passear e ouviu umas gargalhadas e viu um polvo, caranguejo, peixe e uma menina. No outro dia eles se ficaram amigos.
As partes mais interessantes eram que todos tinham medo da Raia e em Segundo lugar era que a Raia tinha a sua própria bailarina e por isso ninguém não fazia mal  a  menina.
A personagem que eu gostei mais foi a menina porque era diferente com cabelos verdes, olhos roxos e o vestido era feito de algas.
Aconselho este livro aos meus colegas e interessante.

Ana Maria, 5ºB

O meu cavalinho de pau


Na minha opinião o livro que eu li foi “o meu cavalinho de pau” de Daniel Ferreira é muito interessante –
Resultado de imagem para o meu cavalinho de pau livroAntes de mais este livro conta que uma menina tinha um tio que fazia brinquedos, e um dia o tio dela ofereceu –lhe um cavalinho de pau.
A menina quando foi para a escola levou o brinquedo para brincar.
Importa dizer que eu gostei do livro.
Em primeiro lugar, o motivo para ler o livro foi porque me ofereceram.
Antes de mais podemos relembrar das nossas brincadeiras quando formos mais velhos.
Para finalizar, como o texto diz, a minha personagem favorita é a menina.
Por todas as razões, posso recomendar este livro às minhas amigas

Inês Vilaça
5ªB

Biblioteca André Soares




Na minha opinião, a biblioteca da escola é muito importante e necessária, visto que é usada para diferentes situações como ler, fazer trabalhos de casa, atividades e muito mais. De acordo com a importância deste tema eu acho que devia haver uma boa biblioteca acessível ara todos em cada escola.
Antes de mais eu que a biblioteca tem muitos livros e espaço para estudar, por outro lado é um pouco confusa para encontrar alguns livros e às vezes não permitem utilizar os computadores.
Importa dizer que é um pouco complicado fazer trabalhos de grupo, pois, às vezes separam as pessoas para um melhor funcionamento da biblioteca. Por esta razão eu gosto da biblioteca, professores e funcionários simpáticos. Tem sempre algum professor a ajudar.
Para finalizar, considero que deveria haver uma boa biblioteca em todas as escolas, com variados livros e pelo menos a orientar os alunos.

Margarida Pinto, 5ºB

Ali Babá e os Quarenta Ladões

Na minha opinião o livro que eu li foi adequado a quem gosta de explorar.
O meu livro chama-se “Ali Bábá e os quarenta ladrões ”.
O texto fala de um senhor que era pobre
mas que ficou rico.
Eu gostei muito de ler este livro porque
Tem reviravoltas extraordinárias.
Eu requisitei este livro na biblioteca da
minha escola e não me arrependi, pois
este livro era muito fixe.
Eu aprendi que os gananciosos podem ter consequências
Também gostei da parte em que disseram:
“Abre te sésamo, abre-te porta”.
As minhas personagens preferidas são:
Ali e o chefe ladrão.
Aconselho este livro a toda a gente pois é
muito interessante.                          

                                

Francisco Passos
5º B

A fuga de Wang-fô


Resultado de imagem para a fuga de wang-fô         O livro que eu gostei mais de ler foi a “A fuga de Wang-Fô” de Marguerite Yourcenar.
        Trata-se da história de um velho pintor, conhecido por pintar quadros fascinantes, e do seu discípulo chamado Ling e os dois viveram uma grande aventura no reino do Imperador da China.
       Quem me sugeriu este livro foi a minha mãe.
       A parte mais interessante da história é quando Wang-Fô pintou o seu último quadro e a minha personagem preferida é o próprio  Wang-Fô.
       Sinceramente, este foi um dos melhores livros que já li, aconselho-vos a lê-lo!





Vicente Santa
5ºB 

O Rapaz de Broze


Na minha opinião, o livro “O Rapaz de Bronze” é um dos melhores livros que eu já li.
Há aspetos positivos como negativos.
Um aspeto negativo é que acho que há muita desorganização e um dos positivos é que o livro tem muitas páginas e palavras novas para melhorar a leitura e a escrita.
Para finalizar, considero que este livro é bom para ler, porque contém uma história bonita e criativa, onde as plantas ganham vida à noite.





Rodrigo Vieira
5ºB

O Príncipe com orelhas de burro


De acordo com o livro que eu li o “Príncipe com orelhas com orelhas de burro”. O importante deste tema é considerar que o importante não é as aparências das pessoas,mas sim o interior delas!
 Antes de mais este livro apresenta-nos aspetos positivos. Em primeiro lugar vamos começar pelos positivos, este livro tem uma lição de moral muito importante que é aceitar os outros tal como eles são e também nunca gozar com as pessoas independentemente do seu aspeto físico. Isto é, à uma altura do livro que as personagens começam todas a gozar com o príncipe de orelhas de burro por causa do seu aspeto físico.
Por todas estas razões, julgo que todos e todas as pessoas devem ler este livro que é para perceberem que o mais importante não é o físico das pessoas, mas sim o interior delas

Rodrigo Carvalho 5ºB

A biblioteca escolar


Considero que a biblioteca escolar é necessária, porque todos devemos ler para conseguir perceber as coisas e desenvolver os nossos conhecimentos.
 Em Portugal, cada vez mais vai descendo o número de pessoas com interesse em ler e devemos mudar isso.
Apesar de ser um bom sítio para ler e fazer várias atividades, a biblioteca tem dois aspetos negativos: é barulhenta e estamos sempre a desarrumar os livros. Mas esses aspetos também podem ser mudados e só dependem da nossa atitude. Se todos formos colaborantes e tivermos respeito, este espaço pode ser um local aprazível e onde nos sintamos bem.
Há poucos estudantes a quererem frequentar a biblioteca com o fim a que ela se destina: estudar e ler. Geralmente este espaço é procurado mais por causa dos computadores…
Os computadores são um instrumento de trabalho e muitas vezes auxiliam no estudo, mas é preciso que sejam usados com responsabilidade e moderação.
A biblioteca deve estar equipada de todas as formas, mas é necessário consciencializar quem a frequenta para fazer um uso responsável das novas tecnologias.
Se todos colaborarmos a biblioteca escolar será um lugar muito melhor para crescer culturalmente e intelectualmente.
Tudo depende de cada um e cada um fará a diferença.

Francisco Matos 5ºB


Ulisses

O livro que eu mais gostei de ler foi o Ulisses de Maria Alberta Menéres e foi-me oferecido pela minha mãe, pois eu via os desenhos animados “As aventuras do Ulisses” e queria saber se o livro era igual.
                   O Livro fala-nos de Ulisses, um rei Grego, que vivia em Ítaca com a sua esposa Penélope e o seu filho Telémaco.
                   Certo dia, Paris, príncipe Troiano, raptou a rainha Helena, uma rainha grega, que era a mais bela de todas.
                    Ulisses e os seus homens partiram para resgatar a bela rainha.
                   Foram dez longos anos de guerra e quando já ninguém acreditava na vitória e estavam desejosos de rever as suas famílias, Ulisses teve uma ideia fantástica. Essa ideia era construir um cavalo de madeira gigante, onde pudessem esconder-se e entrar nas muralhas de Troia. Assim foi. Construíram o cavalo, meteram-se alguns combatentes, incluindo Ulisses, dentro dele e colocaram-no às portas de Troia. Esperaram alguns dias sem dar sinal. Quando os Troianos julgaram que o cavalo era uma oferta para anunciar que os gregos se tinham rendido, abriram as portas de Troia e os gregos puderam resgatar a sua amada rainha, tomando a cidade.
                   Depois contam-se as aventuras de regresso de Ulisses e dos seus homens. Viveram muitas aventuras engraçadas, desde a ilha dos Ciclopes, à Ilha de Circe, mar das sereias, entre outras…
                    Foi muito empolgante ler as aventuras de Ulisses e dos seus homens. Quanto mais lia, mais me apetecia ler.
                   Na verdade o livro é muito mais engraçado do que as aventuras em desenhos animados.
                   Admirei a coragem e determinação de Ulisses, porque mesmo nas situações mais difíceis conseguiu sempre arranjar soluções e nunca desistiu.
                   Este livro ensina-nos que por mais duras que sejam as adversidades, desistir nunca é opção.

Francisco Matos 5ºB

A Viúva e o Papagaio


O livro que eu vou falar é “A Viúva e o Papagaio”, foi escrito por Virgínia Woolf.
O livro fala sobre a aventura de uma viúva para encontrar o dinheiro do seu irmão que falecera e lhe deixara um papagaio chamado James que a ajudara.
Eu acho que é um livro interessante e nos mostra que nunca devemos desistir.
Eu li este livro pois foi um trabalho de casa de português, mas, no entanto, eu recebi-o de prenda de anos.
Ao ler este livro eu sento tristeza por parte da Sra. Gage, pois ela teve muitas desiluões ao longo da história.
Quando o papagaio descobre o dinheiro debaixo do chão da cozinha eu sento-me feliz, pois não estava nada à espera.
Na minha opinião a melhor personagem é o papagaio, ele é engraçado e eu acho que foi ele que incendiou a casa de propósito. Eu aconselho aos meus colegas a leram, pois é do Plano Nacional de Leitura, mas também é um livro muito interessante e divertido.

Margarida Pinto, 5ºB


O Pássaro da Cabeça


De acordo com a minha professora de português, tínhamos que escolher um livro para ler nas férias. Entre muitas opções eu escolhi o livro “Pássaro da cabeça”.
Na minha opinião, eu gostei de ler este livro, porque gosto de ler versos e poesias e é disso que este livro retrata. É um livro de leitura fácil e está acompanhado por algumas imagens o que facilita a sua leitura. Por outro lado, este livro não é bem aceite para os que não gostam de leitura poética.
Para finalizar, considero que este livro é recomendável para todas as crianças que gostem ou queiram iniciar a leitura na poesia.

Mariana Isabel


5ºA nº 22